VÍDEO: Prevenção é tudo: “É um crime não receitar Ivermectina para a população”

“Toda essa onda de não usar o medicamento é um crime contra a população, é uma agressão à saúde da nossa população” afirmou o infectologista Fernando Suassuna, em entrevista ao programa Repórter 98, da rádio 98FM.

Ele afirmou que, enquanto for presidente do Comitê Científico, defenderá arduamente o uso da Ivermectina:

“Passamos praticamente 2 meses sendo a capital com menor número de casos e menor letalidade porque nós adotamos o uso de um medicamento profilático, a ivermectina”, disse o médico.

Ele também fez críticas ao ‘não uso’ da Ivermectina:

“Quando a gente se forma [como médico] e faz o juramento de Hipócrates é para salvar vidas, tirar o sofrimento, curar quando possível. A gente não admite que não seja usado um medicamento seguro, confiável, eficiente, barato, que não tem dono e acessível à população”,

O Comitê Científico Municipal de Combate à Covid-19 defende o uso da ivermectina no tratamento da Covid-19. De acordo com o presidente do Comitê, o infectologista Fernando Suassuna, já existem estudos que comprovam o efeito do medicamento. Suassuna reforça ainda a importância das medidas de prevenção da doença.

“Existem 85 estudos que comprovam Ivermectina contra Covid”

O presidente do Comitê Científico Municipal de Combate à Covid-19, o infectologista Fernando Suassuna, defende o uso da ivermectina e explica que já existem estudos comprovando a eficácia do medicamento.

Em reunião com o comitê e o prefeito de Natal, o médico revelou que já existem 85 trabalhos comprovando a eficiência do medicamento.

“Desde junho, quando começamos a usar ivermectina nos pacientes tratados na rede municipal de Natal, já havia evidências observacionais que referendavam o uso desse medicamento. Cinco meses depois, temos 85 trabalhos realizados que comprovam a eficiência desse medicamento, não só pela medicina observacional, mas pela medicina translacional e até os ensaios clínicos – que os mais críticos questionavam. Existem também trabalhos que comprovam o efeito preventivo do medicamento, existe uma revisão feita através da inteligência artificial – comprovada pelos chineses – que verifica que o medicamento funciona na célula infectada pelo vírus. Também existem evidências recentemente publicadas do efeito anti-inflamatório e do efeito antiviral (material que será publicado na Revista Científica Lancet), validando a ideia de que a ivermectina é o medicamento que deve ser recomendado para prevenção e tratamento em todas as fases da doença”, disse o presidente do Comitê Científico Municipal.”

Na oportunidade, a Prefeitura decidiu reforçar o uso do remédio, assim como as medidas adotadas até agora para evitar aglomerações na cidade.

Assista o vídeo abaixo:



Comentários (0)


Deixe um comentário