Homens da Força Nacional no Ceará equivalem apenas a 1,3% do efetivo da PM


Não por acaso, o presidente Jair Bolsonaro decidiu enviar auxílio das Forças Armadas ao Estado

Mais uma vez o governo federal aciona a Força Nacional para fazer de conta que está preocupado com segurança pública no Ceará. Mas essa lorota não resiste aos números: os 300 policiais enviados ao Ceará correspondem a 1,36% do contingente de 22.000 homens da Polícia Militar daquele Estado. Certamente por isso, o presidente Bolsonaro decidiu mandar as Forças Armadas, e não apenas aquela que há anos é chamada ironicamente, nos meios policiais, de “Farsa Nacional”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A Força Nacional foi criada em 2004 pelo então presidente Lula, e virou instrumento político para comandantes de PMs agraciarem protegidos.

Em 2011, um motim semelhante de policiais do Piauí motivou o envio de 120 policiais da Força Nacional para o Estado.

Em 2014, a Força Nacional foi enviada a Santa Catarina para ajudar a combater ondas de ataques de facções criminosas. Total: 33 homens.

Em agosto de 2019, a “farsa” foi enviar 30 bombeiros para ajudar outros 2.000 de Rondônia, a combater os incêndios da




Comentários (0)


Deixe um comentário